[Resenha] The Kiss of Deception (Crônicas de Amor e Ódio #01) - Mary E. Pearson

09:43

          Oi pessoal! Essa é minha primeira resenha aqui no blog, vou logo começar com um livro que terminei recentemente e adorei. Espero que gostem! :*

Mary E. Pearson

Tradução: Ana Duarte
Páginas: 406
Editora: DarkSide Books

          Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?


           The Kiss of Deception nos conta a história da Lia. Ou melhor dizendo, a princesa Arabella Celestine Idris Jezelia, a primeira filha de um reino chamado Morrighan. O livro começa com as preparações para seu casamento, com um príncipe de um reino próximo; um homem que ela nunca viu na vida, e o real propósito desse casamento é fazer uma aliança entre os dois reinos, ou seja, Lia está sendo obrigada a se casar com alguém que não ama e nem tão pouco conhece. Mas não pensem que esse livro retrata de uma princesinha minada, que quer fazer só o que quer. Lia é uma personagem muito forte, inteligente, teimosa e determinada! Ela não aceita que outros digam como ela tem que viver. E é exatamente por isso, que ela resolve fugir, com sua melhor amiga - e criada, Pauline. As duas vão para uma cidadezinha chamada Terravin e lá começam a trabalhar como serventes em uma taverna. Onde Lia espera e deseja começar uma nova vida, longe das suas raízes reais.
          Porém, como a vida não é fácil para ninguém, o Príncipe de Dalbreck, prometido de Lia, fica muito curioso – e até com raiva – a respeito dela, então resolve ir atrás da princesa e finalmente conhecer a garota que teve determinação de realizar um plano de fuga que ele mesmo não teve coragem – ele também não queria casar-se.
          Ao mesmo tempo um outro reino rival, chamado Venda, manda um assassino atrás da princesa. Por temerem o que uma possível aliança dos outros dois reinos poderiam causar a eles.
          E sim, meu amigos... nós passamos metade do livro sem saber quem é quem. Pois os dois chegam na taverna onde Lia se encontra, no mesmo momento. E esse mistério nos causa um ataque de ansiedade maravilhosa! Você fica se corroendo para saber em quem se pode verdadeiramente confiar. No livro temos capítulos do assassino e do príncipe, mas não pensem que isso fica mais fácil para solucionar o mistério... por quê fica cada vez mais difícil!
          Metade do livro passamos vendo o dia a dia de Lia, enquanto ela vai se aproximando dos garotos, e nesse tempo, o livro perde um pouco do ritmo, fica bem arrastado em certos trechos, mas tudo fica muito melhor na outra metade do livro. Ô como fica!!! Temos uma mudança de cenário, a autora explora mais o mundo onde Lia vive e ela cria uma mitologia bastante confusa – na minha opinião, pois não entende muito bem, mas espero que no segundo volume ela cave mais fundo – e bem misteriosa que nos faz tentar imaginar como todo esse mundo foi criado.
          E ainda tem a questão do "dom" que todas as Primeiras Filhas são presenteadas pelos deuses, mas a Lia, sendo uma Primeira Filha, não tinha manifestado nada em relação a isso. Mas com a mudança de cenário que ocorre, ela descobre que seu dom estava adormecido até então e ela tem que aprender a domina-lo se quiser sobreviver.
          Minha relação com esse livro, está que nem seu subtitulo "Amor e Ódio" (risos). Eu gostei muito da estória, principalmente da protagonista, a princesa Lia, ela não tem receio de enfrentar seus medos e inimigos. Chega a ser bastante hilário tudo ela faz o seu assassino passar. E não posso deixar de falar, de uma cena que ocorre quase no final do livro, que me levou as lágrimas, chorei muito junto com a princesa. Mas como todo livro tem seus pontos altos e baixos, a primeira metade do livro como escrevi a cima, é bem arrastada, tem coisas que a autora deixou bem confusas, espeças. E o final – na minha opinião – ficou simples, sendo que eu esperaca algo a mais.
          Em fim, recomendo bastante The Kiss of Deceprion. A escrita é excelente, envolvente – te pega e não larga mais – além de que todos os personagens são maravilhosos, muito bem construídos e desenvolvidos. Amei!

Pontuação

You Might Also Like

2 comentários

  1. Olá!

    Quero ler este livro desde o lançamento! Primeiro pela capa (admito rsrs), depois por essa sinopse, mais que instigante!
    Que bom que o ritmo da trama acelera na segunda parte, é ruim quando temos uma narrativa um tanto arrastada. Pelo que percebi a história tem um toque de fantasia mesclado com aventura. Enfim, quero muito ler!

    Abraço!
    http://bloghistoriasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Adorei seu blog ♥ Já estou seguindo!
    Venha conhecer o meu : https://apenasumaamanteliteraria.blogspot.com.br/
    Bj bj.

    ResponderExcluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tempestades de Oklahoma

As tempestades a agitavam por dentro, despejavam a energia ao redor e a levavam com elas em um turbilhão de fúria e paixão.
- Nothing Personal (Jaci Burton)

Acessos

Subscribe