[Resenha] Esposa de Mentirinha - D.M. Pager

16:12

D.M. Pager
Publicado no Wattpad

          Qual a maior loucura que você já fez? Fugir de casa com o primeiro namorado? Matar aula? Ou se casar com um completo estranho? Bom foi o que eu fiz.
          Até que ponto ilusão e realidade se encaixam? O que faria se do nada um homem que nunca viu na vida te pedisse em casamento? Você o chamaria de louco, mais se fosse um casamento falso? Se tudo não passasse de mera ilusão para todos e de quebra tivesse uma casa belíssima e um marido de dar inveja? Qual seria sua resposta?
          Uma relação que começou de forma errada poderia ter final feliz? Melissa Sanders, totalmente aversa as moças da sociedade em que Oliver Digori frequentava, desbocada, paranoica e temperamental era apenas alguns dos adjetivos negativos para fazê-lo mudar de ideia. Mas... Nem sempre o amor começa de uma forma romântica e você descobrirá isso em Esposa de Mentirinha...

          Sabe quando você começa a ler um livro e logo no primeiro parágrafo já sabe que ele vai ser um espetáculo? Exatamente, Esposa de Mentirinha é um livro assim. Eu me apaixonei - sim, simplesmente uma paixão pura - por esta obra espetacular. Deise, minha querida, você é um gênio.


          Tudo começou quando por um acaso do destino Melissa Sanders perdeu seu segundo emprego em menos de duas semanas, não que seu último chefe não tivesse merecido um soco no rosto, mas isso a deixou no olho da rua e com uma pilha de dívidas crescendo cada vez mais. Depois que seu pai morreu se tornou sua responsabilidade cuidar de todas as dívidas e manter a casa que fôra dele, no Texas. Vivendo em outro estado com sua melhor amiga, America, ela tem que lidar com a perca de seus familiares e todos os problemas que aparecerem na sua frente, mas resolver problemas de forma tranquila e equilibrada não tem nada haver com o estilo de Melissa Sanders.
          Após o fim do relacionamento com a mulher por quem nutre um amor sem limites Oliver Digore perde seu chão quando oito meses depois ela reaparece...com seu noivo. Pensando em todas as opções de fazê-la voltar para ele a mais brilhante é lhe causar ciúmes, sendo que Isabel desde a adolescência se mostrava uma mulher possessiva e ciumenta, seria a jogada perfeita. Se ela poderia casar e fingir que o esqueceu, ótimo, ele faria a mesma coisa, só que no seu caso seria um casamento de mentira. Ele só precisava encontrar alguém que aceitasse sua proposta.
          O destino faz com que Melissa e Oliver se encontrem de forma impactante, impactante no sentido literal mesmo, Oliver acaba atropelando-a no momento em que a conhece, mas entre desabafos e dezenas de pedidos de desculpa uma proposta totalmente surreal acaba pegando-a de surpresa e mudando para sempre o curso de sua vida.
          Você pode até tentar o contrário, mas será inevitável apaixonar-se por Melissa Sanders ao longo dessa história. Uma personagem comum, divertida e completamente maluca que possui várias de nossas manias, você vai facilmente se identificar com ela. E Oliver é um personagem que você "odeia" amar em muitas partes do livro, com aquela cabeça dura e venda nos olhos que só caras apaixonados possuem não percebe logo o quanto tem sorte por ter encontrado Melissa. Mas o desenrolar dessa história eu vou deixar para que vocês descubram, surpresas não vão faltar e no final você vai pedir bis!


Favoritado


You Might Also Like

2 comentários

  1. você tipo descreveu tudo que sinto em relação a essa historia <3 me apaixonei nas primeiras linha e tbm amo "odiar" o Oliver e adoro o Harry *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é? Hahaha realmente que livro maravilhosos! Tinha horas que eu morria de vontade de bater de Oliver pra ele deixar de ser otário - só nós que lemos mesmo pra saber o tamanho da frustração. E o Harry *-* , tinha hora que eu queria shippar o Harry com a Melissa, mas o compromisso dele não permitia huehue.

      Excluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tempestades de Oklahoma

As tempestades a agitavam por dentro, despejavam a energia ao redor e a levavam com elas em um turbilhão de fúria e paixão.
- Nothing Personal (Jaci Burton)

Acessos

Subscribe