Minhas escolhas para o Desafio Literário 2015 do Uma Janela Secreta

09:24

          No começo desse ano eu vi no site Uma Janela Secreta o Desafio Literário 2015, feito pela Celsina Azevedo, que é um desafio que inclui doze categorias, uma para cada mês do ano, e para cada categoria deve ser escolhido um livro que será lido naquele determinado mês. Não sou muito de participar de desafios literários por causa da quantidade de livros que são postos neles e o pouco tempo que é dado para ler, mas achei o desafio da Cel bastante leve e com categorias bem diferentes das de outros desafios, então acabei participando como expliquei neste post aqui.
          E depois de pensar muito consegui encontrar um livro, ainda não lido, que se encaixa-se em cada categoria, então hoje vim mostrar as minhas escolhas para o desafio.



Janeiro: Primeira letra do seu nome
Para o mês de janeiro o livro escolhido foi Ladrão de Olhos do autor Jonathan Auxier. Ele está na minha estante desde o ano passado e confesso que comprei o livro por causa da capa, ela é tão linda que não tem como não se apaixonar. Folheando o livro também vi que ele é cheio de ilustrações e suas páginas não são de um branco normal, mas sim de um cinza muito bonito.Não sei da história, mas o livro já ganhara de mim nota 5 só pelo lindo trabalho que a editora Leya fez nele.
Peter Nimble é um jovem órfão e cego que aprendeu a sobreviver no mundo do crime. Tratado como um escravo pelo cruel sr. Seamus, todas as noites Peter é obrigado a roubar dos bons cidadãos da cidade e, durante o dia, permanece trancado em um porão, onde sonha com um futuro melhor. Até o dia em que ele rouba um objeto de um misterioso viajante - uma caixa que contém três pares de olhos mágicos. Ao experimentar o primeiro par, Peter é instantaneamente transportado para uma ilha secreta, onde ele terá uma missão especial: resgatar um povo em apuros no perigoso Reino Desaparecido! Peter Nimble, juntamente com seu fiel companheiro - um cavaleiro que foi transformado em uma estranha combinação de cavalo e gato - e com a ajuda dos olhos mágicos, embarcará em uma inesquecível aventura de capa e espada para descobrir seu verdadeiro destino. 

Fevereiro: Febre
O livro dessa categoria poderia ser escolhido entre um clássico ou um "modinha" que quase todo mundo já leu, menos eu, claro. O livro que eu escolhi optar se encaixa mais no perfil de clássico e é reverenciado a séculos. Estou falando do fantástico Orgulho e Preconceito da autora Jane Austen. Até dois anos atrás eu não entendia o porque de tantas pessoas gostarem da história, mas depois de, finalmente, assistir a adaptação para as telonas feita em 2005 Orgulho e Preconceito virou um dos meus filmes favoritos. Espero adora também o livro.
Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.

Março: Um puxa o outro...
A última frase do livro Orgulho e Preconceito continha esse pequeno trecho: "Darcy, assim como Elizabeth, realmente os amava" e usando bastante da minha criatividade desculpa esfarrapada escolhi para março o livro P.S. Eu te amo da autora Cecelia Ahern. Como no caso de Orgulho e Preconceito eu assisti só o filme inspirado no livro e agora vou ter a chance de ler a obra.
Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.

Abril: Favorito
Assim como você devem ter visto no post da premiação de Melhores do Ano aqui no blog a minha escolha de um autor favorito é bem difícil, mas em 2014 Carina Rissi, como nacional, e Lucinda Riley, como internacional, ganharam esses lugares. Como eu não possuo mais nem outro livro da autora Carina Rissi o livro para a categoria do mês de abril ficou nas mãos de Lucinda Riley com o livro A Luz Através da Janela.
Conhecer seu passado é a chave para libertar seu futuro.' A Segunda Guerra Mundial na França, durante a Ocupação (1940-1944), deixou muitos destroços e segredos familiares, principalmente na família de Emilie, os De la Martinières: quando sua mãe faleceu, deixando para ela (como única herdeira do nome e dos bens da família - entre outras coisas) o legado do Château de la Martinères em Gassin, no Sul da França, Emilie fica devastada e quer vender tudo para que possa voltar à sua rotina comum de veterinária. Entretanto, o misterioso Sebastian Carruthers aparece em sua vida para ajudá-la a cuidar de toda a documentação e a consola nos momentos mais difíceis. Emilie se apaixona pela sua gentileza e decide se casar com ele. Assim, ela se muda para a casa do marido, Blackmoor Hall, em Yorkshire (UK). Contudo, a vida que ela, ingenuamente, pensa estar começando bem, trará a ela muitas surpresas e revelações -- do presente e de um passado desconhecido que, ao ser desvendado, modificará a história pessoal de toda uma geração -- carregando com os ventos da mudança, nova esperança de vida e amor...

Maio: Tiro no escuro
O mês de maio ficou nas mãos de uma querida amiga minha e posso dizer e respirar de alívio que não me arrependo da decisão de ter colocado a leitura desse mês nas mãos dela. O gigante A Guerra dos Tronos de George R. R. Martin foi o livro escolhido e mal posso esperar para ler o primeiro livro da série de livros que deu origem a fantástica série de tv.
Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, aceita a prestigiada posição de Mão do Rei oferecida pelo velho amigo, o rei Robert Baratheon, não desconfia que sua vida está prestes a ruir em sucessivas tragédias. Sabe-se que Lorde Stark aceitou a proposta porque desconfia que o dono anterior do título fora envenenado pela manipuladora rainha - uma cruel mulher do clã Lannister - e sua intenção é proteger o rei. Mas ter como inimigo os Lannister pode ser fatal: a ambição dessa família pelo poder parece não ter limites e o rei corre grande perigo. Agora, sozinho na corte, Eddard percebe que não só o rei está em apuros, mas também ele e toda sua família.

Junho: Novos horizontes
A Espada na Pedra do autor T. H. White foi um livro que eu comprei sabendo apenas que se tratava da história do rei Arthur, mais nada. Quando o livro chegou eu fiquei surpresa com o trabalho incrível da editora Hamelin, o livro parece realmente um documento medieval com ilustrações lindas e todo detalhado. No mês de junho eu espero gostar tanto da história do livro como gostei... do livro (risos).
A Espada na Pedra é o primeiro e mais famoso livro da saga do Rei Arthur. Nesta obra, T.H. White apresenta a educação do menino Wart, que, ainda bebê, é entregue a Sir Ector, que será seu tutor e o criará como um filho. Wart será guiado e ensinado pelo famoso mago Merlin, um dos personagens mais importantes e encantadores da obra, que o colocará em várias aventuras, transformando-o em animais e fazendo-o encontrar famosos personagens, como Robin Wood, o fora da lei, com quem enfrentará a Rainha Morgana. Porém, todos os ensinamentos proporcionados por essas aventuras somente farão sentido para Wart com a morte de um importante Rei, momento em que nascerá o famoso Rei Arthur. 

Julho: Para as telinhas
Cidades de Papel foi a escolha para o mês de julho. O livro não é o mais elogiado de Green, mas isso não faz minha curiosidade pelo livro ser menor. A leitura do livro será feita em cima da hora, literalmente, já que a data para o lançamento do filme 30 de julho. Estou ansiosa para ver a atuação de Nat Wolff e Cara Delevingne.
Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.
Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.
Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.

Agosto: Animais a solta
Eu já tenho a experiência de alguns capítulos com Puros da Julliette Bagott e é um livro impressionante. A história é uma distopia contada em vários pontos de vista diferentes e tem uma mensagem realista do que pode vir a se tornar o mundo. Não é só uma história, eu posso afirmar, é muito mais que isso. Agosto será um mês com uma leitura simplesmente excelente.
Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido — como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos. Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir.

Setembro: E-book
O e-book escolhido para o mês de setembro foi O Medalhão de Ísis da autora C. S. Camargo, que eu já falei sobre ele aqui no blog. A história é linda e viciante, comecei a ler um pouco do livro para poder fazer o Divulgando e quase não paro mais (risos). A autora também preparou uma playlist para quem vai fazer a leitura e eu fiquei encantada dançando com as músicas perfeita. O livro será lançado, em breve, na versão física.
A jovem princesa Ahlam sempre desejou conhecer o mundo além dos portões do palácio, mas no dia do seu 18° aniversário ela descobre que precisará casar com o príncipe herdeiro de um reino inimigo. No entanto, ela mal podia suspeitar que naquele exato momento, não tão distante dali, o destino estava planejando mudanças na sua vida, onde ela acabaria se envolvendo com uma antiga lenda do Egito e maldições dos Deuses. Deparando-se com um guerreiro chamado Faris, ela acaba tendo a responsabilidade de levar um antigo artefato da deusa Ísis de volta para casa.

Outubro: Halloween
Eu não tenho livros que tenham caveiras na capa, zumbis eu tenho, mas caveiras não. O escolhido para o mês das bruxas foi o Feita de Fumaça e Osso da Laini Taylor que possui uma mascara na capa e uma garota de cabelo azul em suas páginas. Eu sei muito pouco quase nada sobre ele, então realmente será uma leitura bastante misteriosa.
Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu. Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo. O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito.

Novembro: Desencalhando
O que não faltam na minha estante são livros que eu tenho a anos e ainda não li, mas sempre estou comprando mais livros. Para tirar um pouco do peso da consciência eu escolhi o livros mais velho "empacado" na minha estante para a leitura de novembro. Vinte Mil Léguas Submarinas do grande autor Júlio Verne está a uns bons quatro anos na minha estante e agora, finalmente, será lido se um livro pudesse chorar de tanta emoção por ser lembrado eu tenho certeza que o meu estaria aos prantos.
Em 1866, estranhas aparições nos mares preocuparam as autoridades da Europa e da América. Seria uma alucinação? Um monstro colossal? Um engenho ultramoderno de navegação submarina? Decide-se, então, que é preciso acabar com o tal ser, e uma expedição é organizada.
Embarque como o professor Aronnax, nessa intensa aventura pelos mares do planeta.

Dezembro: De olho na lombada
E finalmente para o mês de dezembro o escolhido foi A Idade dos Milagres, a lombada do livro me chamou a atenção no primeiro dia depois do meu pedido ter chegado pelo fato de algumas palavras brilharem no escuro. Super lindo.
E se os dias ficassem cada vez mais longos - primeiro em questão de minutos, depois horas, até que o dia virasse noite e a noite virasse dia? É isso que acontece no arrebatador livro de estreia de Karen Thompson Walker, um romance sobre crescer e seguir com a vida em uma época extraordinária e incerta. Em um sábado aparentemente comum, na Califórnia, Júlia e sua família acordam e descobrem, com o resto do mundo, que a velocidade de rotação da Terra está diminuindo. Os dias e as noites vão ficando mais longos, fazendo com que a gravidade seja afetada e o meio ambiente entre em colapso. Ao mesmo tempo que luta para se adaptar à nova "normalidade", Júlia tem que lidar com os problemas típicos da adolescência e os desastres do cotidiano: a crise no casamento de seus pais, a perda de antigos amigos, as amarguras do primeiro amor e o estranho comportamento de seu avô, que acredita que tudo se trata de uma conspiração do governo e passa os dias catalogando suas posses obsessivamente. 

          E aí? Mas alguém topou o desafio? Se sim deixem o link de seu blog ou site nos comentários para que eu possa fazer uma visita e, se não, digam se vocês já leram algum dos livros citados acima e o que achou dele(s). Beijos!

You Might Also Like

2 comentários

  1. Realmente fiquei curiosa com alguns livros! Adoraria ler P.S. Eu te amo eu tenho um carinho por esse livro, apesar de nunca ter lido ou visto o filme... Tem certeza que você vai conseguir ler Guerra dos Tronos? Rsrs É muuuito grandee!!!
    Andando em alguns blogs vi alguns desafios, fiquei até tentada em participar, mas e o tempo? Só leio quando estou no ônibus a caminho da escola rsrsrs

    Beijinhoos,
    Joyce Fernandes
    http://linhasemaislinhas.blogspot.com.br/2015/02/young-justice-1-temporada.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu chorei horrores enquanto assistia P.S. Eu te amo, não duvido que vá ser diferente com o livro, se não pior. A Guerra dos Tronos vai ser realmente uma guerra para ler kkkkkkkkkk. Eu tento achar brecha em qualquer hora para ler, no almoço eu como enquanto leio um livro, virá um vício kkkkkkk. Eu também estou lutando pra conciliar as leituras com a escola, é um verdadeiro desafio, mas vai continuar.
      Beijos :*

      Excluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tempestades de Oklahoma

As tempestades a agitavam por dentro, despejavam a energia ao redor e a levavam com elas em um turbilhão de fúria e paixão.
- Nothing Personal (Jaci Burton)

Acessos

Subscribe