[Resenha] Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson

15:13

Laurie Halse Anderson

Tradução: Ana Paula Corradini
Páginas: 272
Editora: Novo Conceito

          Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. Trinta e três vezes.

"... corpo encontrado em um quarto de motel, sozinho..."
pág. 05

          Lia e Cassie eram melhores amigas... eram. Depois de uma briga as duas se separaram e tentaram seguir com suas vidas. Mas como se separar se uma promessa feita sob sangue as une? Se um segredo as persegue? Se uma aposta as atormenta? Mas, quando Cassie é encontrada morta em um quarto de motel o mundo de Lia vai ao chão. O que havia acontecido? Quem estava com ela? Na noite antes de morrer Cassie havia ligado para Lia 33 vezes, 33 vezes ela teve a chance de salvar a vida da amiga. As coisas não podem piorar para Lia, mas isso acaba acontecendo quando verdades sujas que ambas escondiam começam ser reveladas.

          "[...] você a deixou sozinha". pág. 97

          Na primeira vez que vi esse livro achei que fosse uma história meio fantasia e meio terror, a fantasia se foi no decorrer das páginas mas o terror... ficou ali do meu lado durante toda a leitura, sempre gesticulando e mostrando-se presente.
          Descobri a pouco tempo os livros do gênero Sick-lit e posso dizer que nunca havia lido algo tão perturbador. Esse gênero abandona os bruxos, vampiros, deuses e dar lugar a uma dura realidade onde automutilação, câncer, anorexia, bulimia, etc., são abordados livremente e te dão bastante coisa para pensar.
          Garotas de Vidro não é só um livro sobre a vida de uma garota com anorexia, é muito mais do que isso. Ele te tira de um mundo de contos de fadas e te joga numa realidade que pode até ser chamada de assustadora. O livro todo é completamente fascinante e muito, muito mesmo, perturbador. A escrita de Laurie Anderson faz você quase poder tocar os personagens, é tudo muito real. Em várias partes do livro palavras são repetidas muitas vezes ou grifadas dando destaque aos pensamentos da protagonista.


          Se ver dentro da cabeça de uma garota com anorexia é algo completamente diferente, cada palavra do livro é colocada para fazer as pessoas entenderem como é essa realidade. E como se, pela primeira vez, você pudesse ver a dura realidade do outro lado da moeda. Uma realidade que as pessoas costumam julgar, e não compreender.

Pontuação:


You Might Also Like

4 comentários

  1. MEU DEUS!
    Eu já queria ler este livro, com a tua resenha então... Estou completamente louca para lê-lo!
    Eu sou apaixonada por esse gênero literário, os melhores livros são sick-list, pois eles te mostram a realidade de um modo que você nunca imaginou.
    Te recomendo "Os 13 porquês" e "Marina", são os meus favoritos desse gênero, por mais que "Marina" envolva fantasia.
    Saudades de vir aqui, desculpe o sumiço! Beijão <3
    http://linhasemaislinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já ouvi falar muito bem de "Os 13 porquês" e está na minha lista de compras, mas eu sempre acabo enrolando. Ainda não tinha ouvido falar de Marina, mas vou fazer uma pesquisa bem grande agora para saber mais *-*. Obrigada pelo comentário e pelas recomendações
      Beijos :*

      Excluir
  2. Leona!!
    Eu acabei de preparar um post para a coluna "tudo o que você precisa saber" do próximo sábado sobre o gênero Y.A /Sick Lit e achei esse livros várias vezes. Ainda não o li,mais parece muito bom!! E já quero lê-lo. ( Ain Gzuis, é muito querer viu!)
    Da lista que você citou, já li: Um Amor para Recordar, As vantagens de ser invisível e A culpa é das estrelas.
    Bjs Ju.

    Visite - Tão Bom Quanto Pizza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza eu vou estar lá pra ler esse post. Esse gênero é realmente muito bom e mostra autores com um talento incrível e eu quero muito ver suas recomendações.
      Beijo

      Excluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tempestades de Oklahoma

As tempestades a agitavam por dentro, despejavam a energia ao redor e a levavam com elas em um turbilhão de fúria e paixão.
- Nothing Personal (Jaci Burton)

Acessos

Subscribe